Sábado, 24 de Abril de 2010

 

     Olá. amigos!

     Cá estamos de novo para vos falar de mais um feriado nacional, o 25 de Abril.

     Mas desta vez vamos contar-vos uma história, ou melhor, uma fábula, acerca deste tema, que ouvimos contar na Hora do Conto, na Biblioteca Municipal.

     O autor dessa fábula, que se intitula " A  Fábula dos Feijões Cinzentos " ou " Outra História do 25 de Abril" é  José Vaz.

     E nós vamos recontá-la à nossa maneira. Esperamos que gostem.

 

      Era uma vez um reino rectangular, chamado "Jardim à Beira-Mar Plantado", onde viviam feijões de várias cores, muito alegres ( feijões vermelhos, feijões-verdes, feijões brancos, feijões pretos, feijões-frade, ...) e também  as suas mulheres, as feijocas. Esses feijões viviam bem nesse reino, onde havia muito Sol, muito ar e muita água.

    Mas, um dia, veio um Feijão Carrapato, que começou a mandar em todos, muito autoritário, e que retirou a água, o ar e o sol aos outros feijões, que começaram a ficar tão tristes, tão desanimados... que até perderam a cor e ficaram todos cinzentos.

     Esses feijões viveram assim, tristes e sem liberdade, governados por esse Feijão Carrapato, durante 48 anos. (Este tempo foi a época da ditadura,em que os portugueses não tinham liberdade para nada, estão a perceber?)

     Durante esse tempo, até houve uma guerra entre feijões brancos e feijões pretos, onde morreram muitos, de uns e de outros, porque os feijões pretos queriam mandar na sua terra e mandar os brancos embora. (Isto fala da guerra colonial em África: em Angola, Moçambique, Guiné, ...)

     Os feijões que mandavam até colocaram olhos à espreita e ouvidos à escuta em todas as paredes, para que os outros não pudessem dizer mal deles, e se o dissessem iam presos.(Isto quer dizer que havia polícias da PIDE por todo o lado, sempre a vigiar  as pessoas...)

     Ao fim de todos esses anos, já fartos e cansados dessa vida tão triste e cinzenta, os feijões da nossa história organizaram-se e fizeram uma revolução, para acabar com o governo do tal Feijão Carrapato, ficando todos mais alegres, mais livres e mais coloridos!

     Nesse dia era 25 de Abril de 1974 e todos recuperaram a liberdade!

     E assim se comemora o DIA DA LIBERDADE!

     (Pensamos que nem é preciso explicar-vos que esse reino, chamado " Jardim à Beira-Mar Plantado", é o nosso país, Portugal !

 



publicado por outrosreguilas às 21:29
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

4º ANO TURMA 19 EB1 CADAVAL PROF. CELINA DOMINGUES
mais sobre mim
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23

25
26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO